Sinistros graves com ciclistas crescem 30% no Brasil, aponta estudo

Sinistros graves com ciclistas crescem 30% no Brasil (Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília)

Os sinistros graves com ciclistas cresceram 30% no Brasil nos primeiros cinco meses deste ano. Os dados são da Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet).

Os números foram divulgados às vésperas do Dia Nacional do Ciclista, comemorado na quinta-feira (19), data em que é celebrada também a fundação da Abramet e dia do especialista em Medicina do Tráfego.

Estudo

De acordo com o estudo, em janeiro de 2019 foram registrados 1.100 sinistros graves com ciclistas, contra 1.451 em janeiro de 2021, mês com o mais alto nível de sinistros compilados no período estudado.

Os dados mostram uma oscilação suave nas ocorrências, que mantiveram média de registro de 1.185 casos mensais nos últimos dois anos.

Perfil dos ciclistas

O mapeamento avaliou ainda o perfil dos ciclistas envolvidos em sinistros graves: cerca de 80% eram homens e a faixa etária predominante está entre 20 e 59 anos, o que corresponde a 60% dos casos.

“Esses dados demonstram a importância de termos atenção e iniciativas focadas nesse público. O uso da bicicleta cresceu no Brasil e exige uma abordagem de prevenção ao sinistro”, avaliou Antonio Meira Júnior, presidente da Abramet.

O tema, assim como a mobilidade no tráfego em meio à pandemia, será discutido no XIV Congresso Brasileiro de Medicina do Tráfego nos dias 16 a 18 de setembro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: